MINOLTA DIGITAL CAMERA

Começo de ano com metas novas e muitas promessas! Mas só o treino não é suficiente para dar conta da listagem. Por isso, precisamos unir com uma alimentação balanceada e funcional! Aliás, tudo virou funcional e fui até a minha nutricionista para entender um pouco sobre esse alimentos que prometem ajudar em algumas funções importantes para nós, atletas e esportistas. E sabe o que foi melhor de tudo? Amo todos!!!

Segundo Tatyanna D`Agnol, “Alimento funcional é todo aquele alimento ou ingrediente que, além das funções nutricionais básicas, quando consumido na dieta usual, produz efeitos metabólicos e/ou fisiológicos e/ou efeitos benéficos à saúde, devendo ser seguro para consumo sem supervisão médica”.

Atualmente, é possível encontrar no mercado uma grande variedade que podem beneficiar atletas e esportistas com alto teor de anti-oxidantes que combatem a alta produção de radicais livres, formados durante o exercício, especialmente em atividades de longa duração. Portanto, enriqueça a sua dieta com alimentos funcionais, que atenuam os efeitos maléficos dos radicais livres, comprovados.

Quinua: grão fonte de proteínas, carboidratos de baixo índice glicêmico, gordura boa (ômega 3), minerais (cromo, zinco, ferro, cálcio, potássio, magnésio e manganês), vitaminas B2 e E. Como fornece um equilíbrio de aminoácidos excelente, é uma das melhores fontes de proteína vegetal, pode ser utilizada na recuperação muscular.

Chocolate amargo: possui catequinas, flavonóides também presentes no chá verde e no vinho tinto que retardam o envelhecimento. Como possui maior concentração de cacau em comparação com a versão ao leite, proporciona efeito anti-inflamatório que repara e mantém os vasos sanguineos saudáveis e protege contra doenças cardiovasculares, efeitos estes decorrentes dos polifenóis do cacau. 

Chá verde: possui fitoquímicos (catequinas e polifenóis) capazes de neutralizar as substâncias oxidantes produzidas durante o exercício e que desorganizam o funcionamento do corpo. Além disso, acelera o metabolismo, desintoxica e facilita a digestão. Uma sugestão é preparar a infusão de forma adequada e misturá-la com uma soluçao de carboidratos como maltodextrina.

Suco de cranberry: frutinha típica do Estados Unidos, rica em antioxidantes como a vitamina C e bioflavonóides, como as antocianinas que atuam contra a ação de radicais livres e podem amenizar as dores musculares por inibir a resposta inflamatória ocasionada durante a atividade física. Estudos também relacionam o consumo de cranberry com a redução de infecções urinárias.

Amaranto: é um cereal de origem andina, de elevado valor nutritivo, até então pouco difundido no Brasil, sendo uma boa estratégia para aumentar a oferta de nutrientes da dieta. Possui alto teor de proteínas e gorduras boas insaturadas em comparação com os outros cereais. Também possui teor considerável de minerais como o cálcio, ferro, fósforo que a maioria dos vegetais e flavonóides como a rutina, antioxidante que preserva a saúde do coração e protege os capilares sanguíneos. 

Óleo de coco: é uma gordura saturada, mas de origem vegetal, de fácil digestão e absorção pelo organismo, se transformando, dessa forma, rapidamente em energia. Por ser rico em vitamina E auxilia na diminuição na produção de radicais livres. Também melhora o sistema imune, regulariza a função intestinal e previne doenças cerebrais e cardiovasculares, pois reduz o colesterol ruim (LDL) e eleva o bom (HDL). Associado a uma boa alimentação promove emagrecimento e redução da circunferência da cintura. Pode ser utilizado como tempero de saladas, misturado ao iogurte, batido em shakes ou no suco de frutas, ou passado em torradas ou pães.

Cúrcuma (ou açafrão da terra): esta especiaria é boa para a pele, protege o fígado, atua contra o câncer, ajuda na digestão das proteínas e regula o metabolismo. Estes benefícios são decorrentes do seu poder anti-inflamatório e antioxidante da curcumina, pigmento que dá cor amarelo-ouro à cúrcuma. Utilize ½ colher de chá por dia no preparo do arroz, na sopa, no molho da salda ou polvilhe diretamente sobre a comida.

Chia: fonte de omega 3, auxilia no controle do colesterol e hipertensão arterial. Suas fibras melhoram o funcionamento do intestino e auxiliam no emagrecimento. Adicione ao cardápio diária 2 colheres de sopa de chia na salada, no iogurte ou com frutas!

Fácil de incluir na rotina e dar up na energia, recuperação, perda de peso, combate aos radicais livres, doenças, melhorar o metabolismo e funções digestivas, e muitas outras vantagens. Gostou?!

Bons treinos !!!!

Siga o Sportscouture!

f | sportscouturebrasil

i | fe_sportscouture

t | sportscouture

webrun.com.br